• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

© 2017 por Coletivo BSB no cabide 

AmandLa Gandhi e Elis Uchôa | bsbnocabide@gmail.com | whatsapp: + 55 61 9 9963-3057 | Brasília/DF

CONSUMO CONSCIENTE: quem faz e por quê faz?

10 Apr 2018

 

           Quem está acostumada(o) a comprar e visitar grandes redes de compras, como shoppings e lojas de departamento, pode ficar de fora de um movimento que está mudando o modo de consumo de muita gente. O comércio local e as pequenas empresas vêm se desdobrando e demonstrando que merecem serem vistas como principal opção de compra.


           Pense desse jeito: se você opta por comprar uma blusa de uma loja independente ao invés de uma rede fast fashion, além de incentivar o trabalho do pequeno empreendedor você obtém facilmente um conhecimento sobre a procedência do produto consumido, sabendo como e por quem ele passou em seu processo de produção.

 

           Várias das grandes lojas de roupas tem um extenso histórico de denúncias relacionadas à condição de trabalho de seus operários, sendo tudo acarretado pela necessidade de produção em massa com um valor reduzido. A desvalorização da mão de obra é um assunto recorrente no mundo da moda e por isso, atualmente existem várias formas de saber se o que você está adquirindo foi realmente feito de uma maneira justa para ambas as partes. 

 

           Uma das plataformas que nos ajudam a saber um pouco sobre tais procedências é o aplicativo MODA LIVRE (baixe aqui: https://goo.gl/D2GN4b), que mostra de uma maneira clara e simples uma lista com conhecidas empresas e suas respectivas avaliações, de acordo com denúncias relatadas a respeito da condição que as empresas mantém em suas produções.

 

           Conhecer de onde vem o que você consome é saber o que você apoia e incentiva. Consumir consciente não é apenas sobre reduzir e economizar na hora de fechar o seu orçamento, é também sobre investir em empresas que darão um retorno mesmo que indireto para você ou para a sociedade como um todo.
 

           Criar uma nova grade de consumo baseada em produtores interessados em todas as partes do processo produtivo, muda não só o jeito como você consome, mas sim a sua perspectiva sobre o que vai adquirir. Fomos mal acostumados a termos um olhar de compra onde a roupa é vista como um produto supérfluo e barato, sendo que do processo de criação até a entrada da peça na sua casa o custa final disso é alto.


           O ideal não é pagar barato por uma peça, mas sim pagar o preço justo no processo de produção da mesma e adquirir somente o necessário. O nosso pensamento pré-desenvolvido sobre o que é uma peça cara e o que é uma peça barata é apenas reflexo do nosso pensamento “maior quantidade é mais importante do que melhor qualidade”, criando assim um ciclo vicioso de consumo de peças que serão dispensadas logo na próxima estação.


           Baseie suas roupas no seu próprio jeito e em como você quer se expressar para o mundo ao seu redor, o seu estilo não é efêmero e com certeza não é dispensável. Comece a pesquisar estilos e lojas independentes onde você se identifica, crie vínculos e deixe o ato de compra menos superficial.


           E para te ajudar a começar, aqui estão algumas empresas independentes para você apoiar e conhecer:

 

⠀# CONSPIRAÇÃO LIBERTINA

http://www.lojaconspiracaolibertina.com.br/
           Uma marca feita por mulheres que traz mil e uma maneiras de expressão para quem compra seus produtos. Tem camisa, tatuagem temporária, adesivo e até imã de geladeira, você precisa apenas escolher qual superfície embelezar.

 

 

 

⠀# MOLETT⠀

http://www.molett.com.br/
           Uma empresa que cria peças atemporais para que possam durar várias primaveras e outonos, que aproveitando até o último centímetro do tecido (a estampada de um vestido pode se tornar o detalhe de outra peça).

 

 

 

⠀# COMAS⠀

https://comas.com.br/
           Praticantes da técnica “upcycling”, que nada mais é do que reutilizar produtos descartados, transformando-os em uma nova peça, essa loja traz visuais lindos de um jeito completamente diferente e ecologicamente correto.

 

 

 

           Essas são algumas das muitas empresas que estão por aí apenas esperando para entrar no seu guarda roupa e no seu coração, só falta você achar qual melhor se encaixa com você. :)

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Banco de Tecido e Nosso Tecido: a moda girando

FARM e Re-Roupa: um pouco mais sobre moda circular

Moda agênero e sustentabilidade na SPFW

FashRev 2019 tem 33 atividades em Brasília

ECONOMIA CIRCULAR E MODA

1/10
Please reload