• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

© 2017 por Coletivo BSB no cabide 

AmandLa Gandhi e Elis Uchôa | bsbnocabide@gmail.com | whatsapp: + 55 61 9 9963-3057 | Brasília/DF

Intro ao MINIMALISMO

19 Sep 2017

 

         

            O mundo está pedindo socorro e cada dia que passa surgem novas tendências de vida e consumo, que aliadas prometem salvar a vida do planeta e dos seres humanos. Junto com essa onda surgiu o minimalismo, mas não como somente nas artes ou da moda, mas como estilo de vida.  Quer saber um pouco mais sobre o assunto? Dá um look!

 

 

A ARTE E O MINIMALISMO

 

 

Gray Scramble, 1973 (Frank Stella)

 

            O minimalismo na arte surgiu na década de 60, nos Estados Unidos, e tinha como objetivo usar menos elementos e recursos para produzir as obras. Tem um uso limitado de cores e utiliza muitas formas geométricas, geralmente mais simples e com repetições. Esse estilo atingiu atingiu também a programação digital, o design e a arquitetura. Na literatura temos o estilo com a economia de palavras e na música composições que podem ser tocadas com apenas duas notas, como as de La Monte Young

 

 

A MODA E O MINIMALISMO

 

 Fonte: Sem Bronzeador

 

            Na moda, o minimalismo segue o mais clean, com poucas informações. Além disso, a textura, o tecido e a durabilidade contam muito, afinal é algo que leva em conta o slow fashion, ao invés do fast fashion e tendências que duram pouco tempo. Mesmo quando compram peças da "moda" estas devem ser duradouras e de acordo com o seu guarda-roupa. O menos é mais e a versatilidade é a chave! 

 

 Fonte: A Melhor Escolha

 

 

            O minimalismo não vai contra a moda, mas sim tende a ser mais consciente a cerca do consumo, ou seja, se está consumindo o que você realmente quer, não por impulso. Por isso, as cores são básicas (preto e branco, principalmente), as estampas mais comuns (olá, listrinhas) e com mais possibilidades de combinação, os tecidos com uma maior durabilidade e as formas mais rígidas

 

 

O ESTILO DE VIDA MINIMALISTA

 

 Fonte: Boneca de Platina

 

 

            Viver com menos e de forma mais consciente é como o estilo de vida minimalismo se define. Tudo o que vimos nas artes e na moda minimalista é transversal ao que a tendência tem como princípio: o simples é bom. Não é só sobre não ter TV ou viver em pequenas casas (o que também é minimalismo), mas você refletir de acordo com a sua realidade, e com o que você pode fazer, para reduzir seu consumo e pensar se é necessário ter muitas coisas. 

 

 

            Os movimentos slow e lowsumerism conversam com o minimalismo e podem ser formas de adentrarmos nesse estilo de vida e buscar a simplicidade (e felicidade). Ler sobre esses assuntos podem te ajudar a ver as possibilidades de mudança na sua rotina e como você pode começar a praticar o desapego, o que é bem libertador. 

 

            Você pode começar limpando o desnecessário da sua bolsa e da sua casa, doando peças do seu guarda-roupa (montar um armário capsula pode ser muito bom para começar). Depois comece a refletir quando for comprar na necessidade e o significado ou sentido do que está adquirindo para você. Aos poucos você vai perceber como é influenciado a consumir muito e  que tem muita coisa é desnecessária.

 

 

            Para saber mais, indico acompanhar o vlog Consumenos e o da Mariele Mallmann e o blog Minimus, todos tratam do minimalismo e formas de consumir mais consciente.

 

            Ess\ foi apenas a primeira parte sobre o MINIMALISMO, em breve sairão outros textos mais específicos sobre o tema!

 

 

 

 

*Foto de capa: Dica pra hoje

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Banco de Tecido e Nosso Tecido: a moda girando

FARM e Re-Roupa: um pouco mais sobre moda circular

Moda agênero e sustentabilidade na SPFW

FashRev 2019 tem 33 atividades em Brasília

ECONOMIA CIRCULAR E MODA

1/10
Please reload